sábado, 1 de abril de 2017

5ª JORNADA DE AGROECOLOGIA DA BAHIA


 A Teia dos Povos, tem o prazer de convidá-las (os) para construir e vivenciar a 5ª Jornada de Agroecologia da Bahia. A Jornada é um importante espaço de divulgação, debates, e reflexões sobre a agroecologia no Estado, unindo povos e saberes para a defesa irrestrita da agroecologia enquanto um modo de vida e um instrumento para conquistar a soberania de nossos territórios, onde prática, saberes tradicionais e científicos dialogam entre si e, um espaço de articulação dos povos. Durante a V Jornada de Agroecologia da Bahia, serão realizadas plenária, rodas de conversa, espaço auto-organizado de mulheres, oficinas praticas, troca de sementes crioulas, mostra de filmes, atividades culturais, ciranda infantil, cortejo e demais espaços para o debate e compreensão horizontal sobre o tema “Terra e território: natureza, educação e Bem Viver”. A realizar-se-á nos dias 19 a 23 de abril de 2017.

Outra significativa atividade durante a Jornada será a realização dos Jogos Indígenas e a Feira de Economia dos Povos: Sementes crioulas, artesanatos, produtos orgânicos, etc.

A Jornada vem sendo construída e terá como programação diária a seguinte proposta: pela manhã as mesas centrais e análise de conjuntura pela tarde as oficinas práticas; e a noite as feiras de Economia dos Povos com culturais, troca de sementes, comercialização de produtos trazidos pelos diferentes povos e Atrações culturais. Deste modo, convidamos tod@s para compor a construção de mais uma grande jornada. Para tal participação, os interessados deverão vir juntos com seus movimentos, povos, segmentos e/ou brigadas. Disponibilizaremos espaço para Hospedagem: escolas e áreas de camping e contamos com a parceria dos grupos para compor seus espaços auto gestionados com cozinha para produção de seu próprio alimento, ônibus para conduzir o grupo ao evento e estrutura de barracas ou barracões para abrigo, trazer o kit sem terra (colchão, roupas de cama, barracas, prato, copo e talher). Solicitamos ainda, a colaboração para a indicação de duas pessoas para coordenar ou representar o grupo e colaborar junto à organização do evento. É nesse espírito colaborativo que acreditamos que este evento será um momento especial para fortalecimento das identidades e das lutas dos nossos povos e comunidades.

Todos juntos: POVOS INDÍGENAS, QUILOMBOLAS, SEM TERRAS, ESTUDANTES, JUVENTUDE, AGRICULTORAS E AGRICULTORES, PESCADORES E PESCADORAS, MARISQUEIRAS, PROFESSORES E PROFESSORAS, CIENTISTAS E TODA POPULAÇÃO ENGAJADA NA DEFESA DA AGROECOLOGIA rumo a V Jornada de Agroecologia da Bahia!!!

Contamos com a presença de tod@s!!

Teia dos Povos

Contatos:
 E-mail geral: vjornadadeagroecologia@gmail.com
 (73)98104-6434 – Deysi
 (73) 99199-6986 – Dani Jêje
 (73) 99199-5529 – Carine
 (73)99125-9026 – Nale

quarta-feira, 15 de março de 2017

Prorrogada Inscrições para participação da V Jornada de Agroecologia!!


A coordenação da  5ª Jornada de Agroecologia da Bahia, evento organizado desde 2012 pela Teia dos Povos – coalizão de movimentos sociais do sul da Bahia – que, nesta edição, terá parceria com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) e será realizado em Porto Seguro, de 19 a 23 de abril. O tema central desta edição é Terra, Território e Poder. Resolve por meio deste PRORROGAR os prazos de inscrições, confiram abaixo as novas datas.

--  Incrições encerradas - resumos expandidos para apresentar pesquisas ligadas à agroecologia em forma de pôsteres e “relatos de atividades”; Tanto os trabalhos científicos como os relatos de experiências serão publicados nos anais do evento em breve.

- Até 05 de abril, podem ser enviadas propostas de oficinas;

Até 17 de abril, estaremos recebendo inscrições de participação online e durante o evento as inscrições presenciais:



" Diga ao Povo que avance!
Avançaremos ! "

quarta-feira, 1 de março de 2017

Inscrições abertas para a V Jornada de Agroecologia da Bahia





Estão oficialmente abertas as inscrições para a 5ª Jornada de Agroecologia da Bahia, evento organizado desde 2012 pela Teia dos Povos – coalizão de movimentos sociais do sul da Bahia – que, nesta edição, terá parceria com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) e será realizado em Porto Seguro, de 19 a 23 de abril. O tema central desta edição é Terra e Território: Natureza, Educação e Bem Viver .

Além das inscrições individuais, Foram lançadas  três convocatórias: para trabalhos científicos, relatos de atividades e oficinas. Os trabalhos científicos serão apresentados como pôsteres e a convocatória está aberta a estudantes e professores de todo o Brasil. A categoria de “relatos de atividades” destina-se preferencialmente a pessoas diretamente conectadas a experiências de implantação de projetos de agroecologia, como estudantes de cursos técnicos e tecnológicos em Agroecologia, Licenciaturas em Educação do Campo ou Intercultural Indígena, mestrados profissionais, cursos do Pronera ou profissionais, militantes e ativistas que atuam junto a comunidades camponesas ou povos tradicionais. Tanto os trabalhos científicos como os relatos de experiências serão publicados nos anais do evento.

Pesquisas científicas e relatos de atividades poderão inscrever-se em um das quatro áreas temáticas do evento:

1- Terra, território e democracia;
2- Bem viver: águas, florestas e sementes;
3 – Educação Libertadora;
4- Economia para além do Capital.

A V Jornada de Agroecologia da Bahia também está aberta às propostas de oficinas, que poderão ser executadas por pessoas e coletivos de todo o país.

Para inscrever-se, confira os links abaixo


Para submissão de propostas de trabalhos, confira os links abaixo:

" Diga ao Povo que avance!
Avançaremos ! "

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017



ESTEJA LIGAD@!!

Amanhã, 01 de março, abre as inscrições para os núcleos de base e elos da Teia dos Povos, visitantes, oficineiros para participação na 5ª Jornada de Agroecologia da Bahia.
Faça sua inscrição, escolha o link do formulário aqui no blog:

http://jornadadeagroecologiadabahia.blogspot.com.br/

E pelo site: 

http://teiadospovos.redelivre.org.br/








Fique de olho e faça a sua inscrição para participar.


segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Vamos para a V Jornada de Agroecologia da Bahia.



A Teia dos Povos, tem a honra de convidar tod@s  para participar da V Jornada de Agroecologia da Bahia, a realizar-se nos dias 19 a 23 de abril de 2017,  em Porto Seguro com a temática “Terra e Território: natureza, educação e Bem Viver. 


Programação

Durante todos os dias da Jornada, serão realizadas Plenárias que darão voz a representantes dos diversos núcleos de base e Elos da Teia, visitante e convidados. As plenárias trazem análise de conjuntura e traçam estratégias para consolidar a União dos Povos . Haverá também outros espaços: Feiras de Economia dos Povos, Atividades Culturais, Trocas de Sementes Crioulas e orgânicas, Relato de experiências, Oficinas e Minicursos envolvendo práticas agroecológicas, saúde, alimentação, saberes tradicionais, etnoculturais e  comunicação livre.


Áreas Temáticas

1- Terra, território e democracia;
2- Bem viver: águas, florestas e sementes;
3 – Educação Libertadora;
4 – Economia para além do capital;

No mesmo espaço da Jornada, de forma simultânea, acontecerá também a Ciranda/Jornadinha, espaço lúdico e sociopedagógico voltado às crianças que, acompanhando suas famílias, participam do evento.

E, como a celebração também faz parte da luta, a Jornada se completa ainda com manifestações da cultura e ancestralidade tradicional que surgem organicamente, como rodas de capoeira, cantos e rituais indígenas.

Outro evento paralelo à Jornada será a Feira de Economia dos Povos, que acontecerá no centro da cidade de Porto Seguro todas as tardes e noites, de 19 a 23/4. Representantes de mais de 30 comunidades, Aldeias, quilombos, Assentamentos, estarão comercializando seus produtos.

Hospedagem

O espaço da 5ª Jornada de Agroecologia da Bahia, irá dispor aos participantes espaço de camping e espaços de alojamentos cobertos, onde serão priorizadas para as pessoas idosas e famílias com crianças. Haverá sanitários e locais para banho.

Objetos pessoais e equipamentos levados são de responsabilidade individual do(a) participante. É importante levar: kit militante (copo, prato e talheres), barraca, cobertores ou sacos de dormir, colchonete ou isolante, roupas de frio, roupas de banho e itens de higiene pessoal.

Alimentação e Contribuição para a Jornada

Cada Núcleo de Base e Elo da Teia deverá contribuir com alimentos e/ou recursos financeiros para as cozinhas coletivas da Jornada, levando em conta a quantidade real para três refeições diárias, por pessoa.
Confira no Formulário de inscrição para integrantes dos Núcleos de Base e Elos da Teia. 

Inscrição dos visitantes para a Jornada

Os visitantes, estudantes e pessoas que não se integram a um núcleo de base ou um Elo, deverão contribuir com uma taxa de inscrição R$ 30,00 para estudantes e 60,00 para visitantes, pelos 5 dias de evento. A taxa única de inscrição não inclui alimentação.

 Sobre a alimentação, haverá diversas opções de Alimentação alternativa - onde cada participante poderá adquirir a alimentação, em restaurantes próximos ao local da Jornada e na Praça de alimentação com alimentos produzido pelos elos, no espaço da 5ª Jornada ou na Feira de Economia dos Povos.
A taxa de inscrição dos visitantes podem ser pagas através de deposito.

O deposito é feito direcionado a: Associação Territorial de Agroecologia Povos da Cabruca e da Mata Atlântica.
Banco do Brasil
Agência: 0837-0
Conta corrente: 26109-2.

Para confirmar a sua inscrição, é preciso que envie o comprovante de deposito para esse e-mail:


Assim que confirmamos seu deposito,retornaremos um e-mail de confirmação.

Inscrição para Feirantes - Feira de Economia dos Povos

Comunidades, associações, artesões, feirantes e demais interessados em comercializar os seus produtos na Feira de Economia dos Povos pode fazer a sua inscrição pelo formulário que estará disponível pelo blog e site para garantir seu espaço na Feira de Economia dos Povos. Confira os quesitos para pode participar.
 

Preparando a Jornada



Em preparação e mobilização da V Jornada de Agroecologia da Bahia, que esse ano se terá em Porto Seguro, mestre Joelson e o cacique Nailton, junto a Vince e Pablo da Rede Mocambos visitaram as aldeias e assentamentos do extremo Sul.

Visite o Baobáxia para conhecer mais!


domingo, 22 de janeiro de 2017

Chamamento a Tecer a União dos Povos



Quando o calendário Maia sinalizava o fim dos tempos em 2012, o que muitos não perceberam foi que esse prenúncio anunciava o fim de um ciclo, o colapso da ordem vigente, começava ali a ruir o velho e a ascensão do novo. Nós da Teia dos Povos acolhemos a mensagem do povo guerreiro do sol e começamos a semear os frutos com a realização da I Jornada de Agroecologia, no Assentamento Terra Vista no sul da Bahia, onde caminhamos rumo à unificação da luta dos povos historicamente oprimidos pela invasão portuguesa, a elite escravocrata e a chibata dos coronéis.

Neste momento, a Conjuntura atual nos mostra a falência do estado democrático burguês, já que as grandes corporações, o latifúndio ideológico midiático e a economia baseada na especulação financeira sepultaram qualquer possibilidade de consenso entre o povo e o conservadorismo da elite nacional. O muro de Trump nos EUA e a perseguição aos imigrantes que tentam entrar na Europa, só evidenciam a contradição do discurso falido de liberdade produzido pelo sistema capitalista. Pois os povos que migram da periferia do mundo para os EUA e Europa, só o fazem porque foram saqueados historicamente e estão sendo massacrados pela ganância dos países centrais.

A Teia dos Povos seguindo as trilhas dos encantados abertas pelos nossos ancestrais convoca todos os trabalhadores, trabalhadoras, povos tradicionais e povos indígenas a tecer os fios do Bem Viver,1 alicerçado na defesa do território, na matriz Agroecológica e na construção da soberania alimentar. Elementos ancestrais cultivados com muita resistência pela memória biocultural dos nossos povos e, compõem uma ferramenta essencial na luta pela libertação da sociedade, que é oprimida cotidianamente pelo “globalitarismo2” imposto pela ordem do capital. É preciso entender que o ano de 2017 será de muita luta, muito trabalho e grandes conquistas; a ilusão da mudança através do voto não pode mais existir; rasgaram a constituição, e não haverá solução através das vias pacificas, da obediência ou da conciliação de classe.

Nessa perspectiva, em 2017 a Teia dos Povos tem seis grandes tarefas, a primeira: buscar e construir a grande aliança dos povos. A segunda: conquistar e garantir a terra e o território dos povos indígenas, dos quilombolas e todos os trabalhadores do campo. Terceira: contribuir para a recuperação dos biomas Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga. A Quarta: produzir sua auto- existência nas suas terras, no território e desenvolver a soberania alimentar. Quinta: construir uma economia para além do capital, e por último, construir as quatro grandes escolas – Escola do Arco e da Flecha, Escola Quilombola, Terreiro e Tambor; Escola das águas e Mares, Escola da Floresta do Cacau e do Chocolate.

Para celebrar a união dos Povos, a Teia invoca todos os encantados, caboclos, minkisi, voduns, orixás e a todos os guerreiros e guerreiras do povo para ecoar um grito que vem do Sul da Bahia, lugar onde começou a colonização dos povos originários do Brasil, pois, nem mesmo após 517 anos de exploração foram suficientes para apagar o sonho de uma construção coletiva, capaz de conectar sociedade, natureza e ancestralidade em um único elo de resistência e luta. Por isso simbolicamente a V Jornada de Agroecologia da Bahia será realizada em Porto Seguro nos dias 19 a 23 de abril, recordando a data da chegada dos Portugueses, na própria Mata Atlântica, o bioma que sofreu a primeira devastação do sistema agro-exportador, do qual o Brasil é refém até hoje. Os povos da Teia se propõem a cuidar e a co-evoluir juntos com nossa Mam´etu Utukilu (mãe natureza), cabrucando, semeando e reflorestando um novo tempo que virá!

O Momento é de compartilhar Nosso Bem Viver (projeto de sociedade), que passa pela construção de uma educação alicerçada com as sabedorias ancestrais dos nossos povos e a construção de uma ciência para além do capital e a serviço do povo. É tempo de recomeçar, a história pertence à mulher e ao homem que nunca desiste e não tem medo de lutar!

Dizendo ao povo que avance !!! Avançaremos

1 Para conhecer melhor o conceito do Bem Viver, visite http://www.cimi.org.br/pub/Porantim/2015/Encarte_Porantim381_dez2016.pdf

2 “Globalitarismo” é o nome dado por Milton Santos ao modo de globalização predominante no mundo
Fotografias por Sinistro Baiano

“JAMAIS SE CURVAR, LUTAR E APRENDER
ESCUTA MENINO, RAONI ENSINOU
LIBERDADE É O NOSSO DESTINO
MEMÓRIA SAGRADA, RAZÃO DE VIVER
ANDAR ONDE NINGÚEM ANDOU
CHEGAR AONDE NINGUÉM CHEGOU
LEMBRAR A CORAGEM E O AMOR DOS IRMÃOS
E OUTROS HERÓIS GUARDIÕES
AVENTURAS DE FÉ E PAIXÃO
O SONHO DE INTEGRAR UMA NAÇÃO
KARARAÔ… KARARAÔ… O ÍNDIO LUTA PELA SUA TERRA
DA IMPERATRIZ VEM O SEU GRITO DE GUERRA!”